Inicio / Política / Deputados tiram Coaf da Justiça e derrotam Moro em votação da MP da reforma

Deputados tiram Coaf da Justiça e derrotam Moro em votação da MP da reforma

Foto: Reprodução / Marcelo Camargo / Agência Brasil

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (22), após de uma série de embates, a medida provisória (MP) do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que reestrutura o governo, incluindo o enxugamento do número de ministérios implantado no começo do mandato.

O centrão ainda derrotou Sergio Moro, ministro da Justiça, retirando de sua pasta o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). A votação foi apertada e aprovou a retirada por 228 votos a 210. O conselho agora voltará a ser da alçada do ministério da Economia.

A aprovação da MP é positiva para Bolsonaro devido às dificuldades do governo para colocá-la em votação e ao risco de ela caducar até 3 de junho —o texto ainda precisará passar pelo Senado.

De acordo com a Folha de S.Paulo, o resultado mostrou a força do centrão, grupo informal com cerca de 200 deputados de partidos como PP, DEM, PR, PRB, MDB e Solidariedade, e do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM). Esses deputados impuseram o ritmo e as condições para votar a medida provisória de Bolsonaro.

A mudança sobre o Coaf foi votada nominalmente a pedido do PSL. Orientaram a favor da mudança do órgão partidos como PT, DEM, PP, PR, Solidariedade, PSB, PDT, PSOL e PSC. Foram contra o Novo, PROS, PV Cidadania e PSL.

AGÊNCIA BRASIL

Sobre Redação Brasil

Redação Brasil
Somos a Redação Brasil do Planaltino News, diariamente produzimos matérias de parceiros nacionais, estaduais e municipais de todo o Brasil. E diagramamos de parceiros internacionais para o Brasil. Os temas abordados em nossa redação são diversos e neutros. Esperamos que você aproveite nosso conteúdo.

Check Also

Relator e governo estudam retirar a Bahia da reforma da Previdência

Relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), e integrantes do governo do presidente Jair …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: