Inicio / BLOG / É campeão! Sport perde para Náutico, mas ganha na decisão por pênaltis

É campeão! Sport perde para Náutico, mas ganha na decisão por pênaltis

Foto: Aldo Carneiro / Pernambuco Press

Um confronto não é chamado de Clássico dos Clássicos à toa. Neste domingo, na Ilha do Retiro, fez jus ao epíteto da maneira mais emocionante. Depois de abrir o placar com Guilherme, de pênalti, o Náutico virou o confronto com Diego Silva e Jiménez, batendo os rubro-negros no tempo normal. Na disputa de pênaltis, brilhou a estrela de Mailson. O goleiro do Leão pegou dois pênaltis, e os rubro-negros marcaram todas as oportunidades. Com os 4 x 2, o Sport conquistou o 42º titulo do Campeonato Pernambucano.

Primeiro tempo

Os times numa pilha de nervos. Já aos cinco minutos, Wallace Pernambucano e Ronaldo discutiram. Depois, algo tomou uma proporção maior: Sueliton deu uma cabeçada em Hernane, que retribuiu com uma tapa. A confusão se instaurou na Ilha. E os dois foram expulsos. O Sport aproveitou melhor a troca de vermelhos. Guilherme entrou na área e foi derrubado. Pênalti, que ele mesmo converteu e marcou. O Sport chegava bem no ataque, mas o Náutico foi se equilibrando. E a sorte jogou ao lado do Timbu. Diego travou com Charles e bateu de longe. A bola desviou em Danilo Pires e “matou” Mailson. Era o empate.

Segundo tempo

Na segunda etapa, os lances de perigo foram raros. Dominados pela tensão, Sport e Náutico bem que tentavam se lançar ao ataque, mas sempre caíam na marcação do adversário. O poder defensivo ficou mais forte – e a partida, equilibrada. O Timbu, que precisava de mais um gol para levar o jogo para os pênaltis, ia mais à frente, mas não tinha força ofensiva para incomodar Mailson. O Sport não encaixava os contra-ataques. Mas, de tanto cercar a área rubro-negra, o Timbu foi agraciado. Hereda acertou um ótimo cruzamento na cabeça de Jimenez, que virou o jogo. Partida nos pênaltis.

O que vem por aí

O Sport entra em campo, na próxima sexta-feira, às 21h30, contra o Oeste-SP. É a estreia do Leão na Série B. O Náutico joga no próximo domingo, às 18h, contra o ABC, no estádio Frasqueirão. Será a estreia alvirrubra na Série C.

Para fortes!

Wallace Pernambucano começou cobrando. E converteu deslocando Mailson. Elton também foi para a cobrança e bateu firme. Fez. Rafael Oliveira foi o próximo. Mas parou em Mailson. Norberto foi pelo Sport. E fez. Com pressão por estar atrás no placar, Jimenez foi o terceiro do Timbu. Converteu e aliviou o ambiente. Coube então a Rafael Thyere manter a vantagem do Sport. E converteu de novo. O jovem Hereda foi tentar deixar o Náutico vivo na quarta cobrança. E bateu muito bem. Ronaldo impressionou pela tranquilidade. Fez o dele em uma cobrança abusada. Diego bateu mais um do Náutico. Mailson pegou. Sport campeão.

Mailson, o herói

Mailson teve seus primeiros momentos de protagonismo no ano passado, ao substituir Magrão, então lesionado, na reta final da Série A. Nesta temporada, Magrão voltou para o banco assim que o técnico Guto Ferreira chegou por conta da má fase e sequência de falhas. Mailson era mais uma vez testado. O teste dos testes veio nesta noite. Com duas defesas de pênaltis, ao melhor estilo Magrão, Mailson contribuiu para o título.

Expulsões e confusões

Com menos de dez minutos, Sueliton e Hernane se estranharam. O alvirrubro deu uma cabeçada, e o rubro-negro revidou com uma tapa. A confusão, que envolveu até os reservas no campo, foi generalizada. No fim, os dois foram expulsos. O Leão perdeu o artilheiro, o Timbu, um dos jogadores mais experientes, que se recuperou de lesão justamente a tempo de ajudar o time na finalíssima.

Sentiu que vacilou

Assim que recebeu o cartão vermelho, Hernane não conteve a tristeza. O experiente atacante pareceu ter se tocado de que a expulsão foi infantil e não se perdoou. Deixou o campo chorando.

Foi na raça!

O lance do gol do Náutico teve uma bola desviada de Danilo Pires – com o cotovelo. Mas nada apaga a raça de Diego no lance. O zagueiro travou com Charles, ganhou a disputa e bateu, de longe, para contar com a sorte e igualar o marcador.
Entrou para botar fogo

Jimenez, autor do segundo gol do Náutico, entrou para mudar a cara do time. Foi ele um dos principais responsáveis por fazer o Timbu ter maior posse de bola no campo ofensivo, além de virar o confronto.

GLOBO ESPORTE

Sobre Redação Brasil

Redação Brasil
Somos a Redação Brasil do Planaltino News, diariamente produzimos matérias de parceiros nacionais, estaduais e municipais de todo o Brasil. E diagramamos de parceiros internacionais para o Brasil. Os temas abordados em nossa redação são diversos e neutros. Esperamos que você aproveite nosso conteúdo.

Check Also

Presidente do Inep, órgão responsável pelo Enem, é demitido

O delegado Elmer Vicenzi não é mais o presidente do Instituto Nacional de Estudos e …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: