Inicio / Política / Tum recomenda vistoria em barragem em Juazeiro: ‘Buracos, corrosões e fissuras’

Tum recomenda vistoria em barragem em Juazeiro: ‘Buracos, corrosões e fissuras’

Foto: Divulgação

O deputado estadual Tum (PSC) defendeu em indicações encaminhadas ao governador Rui Costa (PT) e ao secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Leonardo Góes, uma vistoria técnica da Barragem de Pinhões, município de Juazeiro, no nordeste baiano.

De acordo com o deputado,  um relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) coloca a Barragem dos Pinhões no topo de risco de rompimento. “Entre os problemas já identificados na sua estrutura estão rachaduras, buracos, corrosões, fissuras assim como erosões”, observou Tum, nos documentos apresentados na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

O parlamentar afirmou ainda esperar que as indicações sirvam de alerta e ajudem a prevenir uma tragédia, como as de Mariana e Brumadinho, que deixaram centenas de mortos em Minas Gerais. Ele lembrou que o número de barragens vulneráveis no país subiu, em um ano, de 25 para 45. E destacou que a Bahia é o estado com o maior número de equipamentos nessa situação (10), seguido por Alagoas (6) e Minas Gerais (5).

“Segundo levantamento técnico de órgãos responsáveis esta Barragem de Pinhões encontra-se em situação de risco de ruptura e necessita de um olhar mais técnico-profissional apurado principalmente em seu sangradouro”, concluiu ele, nas indicações. BAHIA NOTICIAS

Sobre Redação Brasil

Redação Brasil
Somos a Redação Brasil do Planaltino News, diariamente produzimos matérias de parceiros nacionais, estaduais e municipais de todo o Brasil. E diagramamos de parceiros internacionais para o Brasil. Os temas abordados em nossa redação são diversos e neutros. Esperamos que você aproveite nosso conteúdo.

Check Also

Moro autoriza uso da Força Nacional para acompanhar ato de indígenas em Brasília

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro acatou o pedido do Gabinete de Segurança Institucional …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: