Inicio / Cidades / Bahiafarma: Testes para chikugunya devem ser liberados na próxima semana

Bahiafarma: Testes para chikugunya devem ser liberados na próxima semana

Única produtora estatal dos testes rápidos da zika, a Bahiafarma deve obter em breve a liberação para fabricar os testes da chikugunya. “Na próxima semana vamos apresentar teste de chikungunya e dengue da Bahiafarma”, afirmou o secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas. Ele afirma que a empresa pública já tem um galpão com espaço aberto para iniciar a produção, mediante algumas adaptações e aquisição de máquinas com os R$ 15,4 milhões do convênio firmado na manhã desta quinta-feira (5) com o Ministério da Saúde (saiba mais). “Hoje parte do teste é feito na Coréia, com nosso parceiro Genbody Inc., e parte é feito na Bahiafarma. Esse recurso vai permitir a nós internalizarmos 100% da produção e reduzir ainda mais o valor do teste, que é 7 vezes mais barato do que o teste privado. O teste vai ser distribuído pra todo o país”, detalha. O presidente da Bahiafarma, Ronaldo Dias, destacou a parceria com o ministério para possibilitar a ampliação da produção. “Teve uma demanda extraordinária do teste de zika, a gente está realmente abastecendo todo o Sistema Único de Saúde (SUS), e nos tornamos realmente um dos produtores principais dessa parte de arboviroses. O ministério está nos apoiando aí, tem sido um parceiro, e tem aumentado ainda mais essa parceria com ações e agora ainda mais com esse recurso para a ampliação da nossa capacidade produtiva”, destaca, acrescentando que a produção deve aumentar rapidamente. “Porque a demanda é cada vez maior, não há outro produtor público nacional para os testes de dengue zika e chikugunya, então a responsabilidade é nossa”. Bahia Notícias

Sobre Redator Amargosa

Check Also

Amargosense assumirá Secretaria de Saúde de Planaltino

Foi publicado no Diário Oficial do município de Planaltino, o Decreto Nº165/2018-Nomeia o Sr. Loran Prazeres …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: